Fazer Cardio Antes ou Depois do Treino: Qual o Melhor Momento?

Quando se trata de treinar, uma pergunta que costuma surgir é: devo fazer cardio antes ou depois do treino de força? A resposta para essa pergunta não é tão simples quanto parece, isso porque o …

Duas pessoas comemorando a realização do Cardio Antes ou Depois do Treino

Quando se trata de treinar, uma pergunta que costuma surgir é: devo fazer cardio antes ou depois do treino de força?

A resposta para essa pergunta não é tão simples quanto parece, isso porque o melhor momento para incorporar os exercícios cardio (treino cardiovascular) em sua rotina de treinos vai depender de vários fatores, incluindo seus objetivos com o treinamento.

Neste artigo abordaremos a importância do cardio, suas vantagens e desvantagens antes ou depois do treino, evidências científicas e conselhos para integrá-lo de forma eficaz na sua rotina de exercícios.

A importância do “cardio” no treino

O treino cardiovascular, popularmente conhecido como cardio, possui benefícios diversos e impactam diretamente tanto a saúde física quanto a mental, tornando-o uma ferramenta indispensável para o bem-estar geral. Vamos ver alguns ganhos que o cardio proporciona:

Crucial para o fortalecimento do coração e dos pulmões: como qualquer músculo, o coração também precisa ser exercitado, os treinos cardiovasculares promovem a circulação sanguínea e melhoram a eficiência do coração em bombear sangue por todo o corpo, processo que aumenta a capacidade pulmonar e otimiza o fornecimento de oxigênio para os tecidos do corpo.

Ajuda a aumentar a resistência geral do corpo: com o tempo, a prática regular de cardio permite que o corpo se torne mais eficiente em termos de energia, permitindo que você treine por mais tempo e com mais intensidade sem se cansar tão rapidamente. Isso é especialmente útil para quem está envolvido em esportes ou atividades que exigem resistência, como corrida de longa distância ou ciclismo.

Poderoso aliado na perda de peso: ele é um grande aliado na queima calórica e ao ser combinado com uma dieta equilibrada pode ajudar a criar um déficit calórico (necessário para a perda de peso).

Benefícios para a saúde mental: durante a atividade física o corpo libera endorfinas (hormônios da felicidade), que são responsáveis ​​por sentimentos de alegria e euforia, ajudando a aliviar o stress e a ansiedade. O cardio também pode contribuir para melhorar a qualidade do sono, pelo seu efeito positivo no humor e na energia.

Vital para uma vida saudável em geral: a prática regular de cardio pode reduzir o risco de várias doenças crônicas, incluindo doenças cardíacas, diabetes tipo 2, pressão alta e certos tipos de câncer.

Como podemos observar, a importância do cardio é inegável. É uma atividade multifuncional que contribui significativamente para a saúde geral, a perda de peso e a aptidão física.

Entendendo os tipos de treinos cardio

Uma característica que distingue o cardio dos demais treino é que ele aumenta a frequência cardíaca e a respiração, colocando o corpo em movimento e mantendo-o assim por um período prolongado. Vamos explorar alguns dos tipos mais comuns de exercícios cardiovasculares:

Corrida

Pessoas fazendo o cardio na corrida
Pessoas correndo em treino de cardio

A corrida é uma das formas mais populares de exercício cardiovascular. Pode ser feita ao ar livre ou em uma esteira ergométrica, tornando-a acessível em quase todas as condições climáticas. A corrida proporciona um ótimo treino para o coração, os pulmões e os músculos das pernas, e pode ser facilmente adaptada ao nível de condicionamento físico de cada pessoa, desde a caminhada rápida até a corrida de longa distância.

Ciclismo

O ciclismo, seja ao ar livre ou em uma bicicleta ergométrica, é outra ótima opção de cardio. É uma atividade de baixo impacto, o que significa que é mais fácil para as articulações do que a corrida. Além de proporcionar um bom treino cardiovascular, o ciclismo também fortalece os músculos das pernas e glúteos.

Natação

A natação é uma forma excepcional de cardio. Ela oferece resistência em todas as direções, o que significa que você está realmente trabalhando todos os seus músculos. Além disso, a natação é um exercício de baixo impacto, tornando-a uma boa opção para pessoas com problemas articulares ou para quem está se recuperando de uma lesão.

Caminhada

Acessível para quase todos, a caminhada é uma ótima opção para iniciantes ou para aqueles que precisam de uma atividade de baixo impacto. Pode ser feita em qualquer lugar e não requer nenhum equipamento especial, por isso pode ser facilmente incorporada à rotina diária.

Dança

A dança é uma forma divertida e estimulante de cardio. Pode ser uma dança aeróbica em uma aula na academia ou até dançar em casa com sua música favorita. Ela não apenas oferece um ótimo treino cardiovascular, mas também ajuda a melhorar a coordenação e a flexibilidade.

Como vimos, além de diversos benefícios que o cardio traz para a vida do praticante, ele também pode ser executado de várias formas, sendo possível encontrar uma modalidade que vá de encontro ao seu gosto pessoal. Assim, seja você um corredor, ciclista, nadador, caminhante ou dançarino, incorporar o cardio em sua rotina de exercícios pode trazer benefícios significativos para a sua saúde e bem-estar.

Cardio antes do treino

Agora, para que serve o cardio antes do treino? Fazer cardio antes do treino de força pode ser benéfico para aquecer o corpo e prepará-lo para o exercício subsequente. Também pode aumentar a sua resistência cardiovascular, permitindo que você treine mais intensamente. No entanto, também pode levar à fadiga precoce, o que pode reduzir a sua capacidade de levantar pesos pesados.

PrósContras
Aquecimento eficazPode causar fadiga, diminuindo a eficácia do treino de força
Aumenta a resistência cardiovascular para o treino de força subsequenteMenor energia disponível para treino de força
Queima de calorias antes de treino de forçaPossível perda de massa muscular se o cardio for muito intenso

Cardio após o treino

PrósContras
Aquecimento eficazPode causar fadiga, diminuindo a eficácia do treino de força
Aumenta a resistência cardiovascular para o treino de força subsequenteMenor energia disponível para treino de força
Queima de calorias antes de treino de forçaPossível perda de massa muscular se o cardio for muito intenso

Estudos científicos sobre cardio antes ou depois do treino

A ciência ainda está dividida sobre se é melhor fazer cardio antes ou depois da musculação. Alguns estudos sugerem que fazer cardio antes o treino de força pode ajudar a aumentar a resistência cardiovascular e a queimar mais calorias.

Como escolher o melhor momento para o cardio baseado em seus objetivos

Cardio antes ou depois do treino, para emagrecer?

Se o seu objetivo é emagrecer, pode ser mais benéfico fazer cardio após o treino de força. Como mencionado anteriormente, o corpo já estará em estado de queima de gordura, o que pode ajudar a maximizar a perda de peso.

Cardio antes ou depois do treino, para ganhar massa muscular?

Se o seu foco principal é a redução de gordura, iniciar seus treinos com exercícios de “cardio” pode ser uma opção bastante acertada, afinal, começar a sua sessão de exercícios com atividades aeróbicas significa que você estará revigorado e capaz de ter um maior nível de energia e resistência para manter este tipo de atividade por um período mais prolongado, o que favorece a queima de calorias e, consequentemente, a perda de peso.

Dicas para integrar o cardio de forma eficaz na sua rotina de treinos

Independentemente de quando você escolher fazer cardio, a chave é garantir que está sendo feito de forma eficaz. Isso significa prestar atenção à intensidade, duração e frequência do seu cardio. Uma combinação de cardio de alta e baixa intensidade pode ser a mais eficaz. Além disso, certifique-se de descansar adequadamente entre os treinos para permitir a recuperação muscular.

Em conclusão, não existe uma resposta única para a pergunta “devo fazer cardio antes ou depois do treino”. Tudo depende dos seus objetivos individuais de condicionamento físico, nível de energia e preferências pessoais. A chave é experimentar diferentes rotinas para ver o que funciona melhor para você.

Compartilhar

Deixe um comentário